Conteúdo enganoso

O que é o conteúdo enganoso?

Contendo mais de um bilião de URLs únicos (endereços de sítios), a internet é uma fonte de informação fantástica – uma imensa biblioteca à disposição da sua família.

Mas, porque qualquer pessoa pode criar um sítio, um blogue ou actualizar uma wiki, nem toda a informação se baseia em factos e pode ser enganosa. Algumas pessoas utilizam a internet para promover opiniões políticas extremas e para incentivar comportamentos perigosos, por exemplo.

Veja este vídeo da Teachers TV com os seus filhos para que eles possam compreender que tipos de sítios podem ser enganosos:

O que preciso de saber sobre este assunto?

Os jovens, em particular, podem achar que tudo o que lêem na internet é factual – podem encontrar um sítio através de um motor de pesquisa e não avaliar a qualidade e exactidão da informação que contém. Segundo a Ofcom, mais de um quarto dos jovens entre 12 e 15 anos que utilizam motores de pesquisa pensam que estes só apresentam resultados de sítios que contenham informação verdadeira.

Se estão a fazer pesquisa para um projecto da escola, por exemplo, o professor poderá ter sugerido sítios úteis com informação factual, mas eles próprios podem procurar outros sítios. Podem não compreender que sítios como a Wikipedia são baseados em conteúdo gerado pelos utilizadores – por outras palavras, foram outros utilizadores da internet que colocaram lá a informação. Em alguns casos, poderão deparar-se com paródias inofensivas, mas poderão também aceder a conteúdo enganoso com implicações graves.

Veja este curto vídeo sobre a Wikipedia:

Ao mesmo tempo, podem também recorrer à internet à procura de informações para a sua própria utilização pessoal – por exemplo, se quiserem esclarecimentos sobre a sua saúde e bem-estar. Embora muitas organizações de apoio disponibilizem excelentes sítios, há também alguns sítios enganosos, como aqueles que promovem as perturbações alimentares e as lesões auto-inflingidas. Pode obter mais informações sobre este assunto no nosso artigo sobre saúde e bem-estar.

As escolas do Reino Unido ensinam os estudantes a verificar a validez dos sítios, estando isto incluído no currículo nacional. Mas isto não significa que os seus filhos terão sempre isso em mente, por isso é crucial que também você enfatize a importância da verificação e validação dos sítios que consultam quando estão online.

  • Defina opções de Controlos Parentais e Pesquisa Segura baseando-se na idade e maturidade dos seus filhos; no entanto, lembre-se de que podem não ser 100% eficazes e que não substituem a supervisão parental
  • Explique-lhes que nem toda a informação que está na internet é factual – alguma dela poderá ser enganosa
  • Incentive os seus filhos a analisar e avaliar criticamente os conteúdos que encontram online
  • Faça com os seus filhos uma lista de sítios apropriados, baseando-se em recomendações de amigos, professores e outras fontes de confiança
  • Ensine os seus filhos a verificar se o autor de um sítio que tenham consultado está simplesmente a publicar as suas opiniões pessoais:
    • Olhe para o endereço do sítio – se contém um til (~) ou a palavra “users” (“utilizadores”), é provável que seja a página pessoal de alguém
    • Utilize o easyWhois para ver quem é o dono do sítio
    • Digite a palavra “link”, depois dois pontos e depois o endereço do sítio (por exemplo, link:http://www.vodafone.com) para ver que sítios fazem ligações para esse sítio
    • Pesquise o nome dos autores no Google para ver em que outros sítios escreveram
    • Veja quando é que o sítio foi actualizado pela última vez
  • Leia o nosso artigo sobre saúde e bem-estar para orientações sobre organizações de apoio online genuínas, se os seus filhos quiserem esclarecimentos sobre a sua saúde física ou emocional

Onde me posso dirigir para obter mais informação e apoio?

  • Obtenha indicações e fale com outros pais no sítio Mumsnet
  • A linha de ajuda permanente da Parentline disponibiliza orientações sobre uma vasta gama de questões parentais

Perguntas frequentes relacionadas com este artigo

Saiba mais sobre Controlos Parentais

Que idade têm os seus filhos?

O que precisa para começar

  • 5-7 anos

    A tecnologia faz parte da vida dos seus filhos antes de iniciarem o ensino primário. Provavelmente utilizam o computador, a internet e a televisão interactiva por divertimento, para ver programas no canal de televisão e no website CBeebies ou para a participar nas salas de conversação do "Club Penguin"... no entanto, necessitam ainda da orientação e supervisão de adultos.

  • 8-11 anos

    Se tiver filhos com 8 a 11 anos de idade, a sua casa está provavelmente repleta de tecnologia: a PlayStation, a Nintendo, o iPod… a lista continua. De facto, estudos mostram que crianças entre os 8 e os 11 anos de idade no Reino Unido têm em média quatro equipamentos no seu quarto.

    Esta idade é decisiva para os jovens adoptarem novas tecnologias e desenvolver as suas capacidades na área das tecnologias da informação, tanto em casa como na escola… e é também uma altura decisiva para você assumir o controlo quando eles começam a explorar o mundo digital, bem como o mundo real.

  • 12-14 anos

    Frequentam o ensino básico e estão a crescer rapidamente. É uma altura de mudança e o seu mundo digital pode parecer-lhes tão importante como o mundo real. Podem passar a noite no Bebo, no Facebook ou no MySpace, a ver vídeos no YouTube e a carregar os seus próprios vídeos para outros os verem; ou a pesquisar para os trabalhos de casa.

    Com certeza pretende estimular as suas capacidades em termos de tecnologia e socialização, portanto é útil perceber o que eles fazem com a tecnologia e envolver-se também com ela.

  • +15 anos

    Na adolescência, os seus filhos tendem a pensar que percebem muito de tecnologia e que são capazes de lidar com tudo aquilo com que se deparam no mundo digital. Provavelmente assiste com espanto à forma como intercalam a conversa com os amigos no Facebook , como actualizam o perfil no Twitter, como jogam com alguém do outro lado do mundo na consola ou como transferem músicas para o telemóvel.

    Tudo representa divertimento. Porém, à medida que ficam mais velhos, aquilo de que você necessita para lidar com o mundo digital dos seus filhos torna-se ainda mais desafiante. Em vez de os deixar, precisa, de facto, de continuar a comunicar com eles.

Teste os seus conhecimentos

O utilizador médio do Facebook tem 130 amigos no seu perfil

Faça o nosso teste para ficar a saber em que medida compreende as novas tecnologias. É rápido e fácil e irá ajudá-lo a decidir quais as partes do website que irá visitar.