Jogos

O que é que preciso de saber sobre os jogos?

Em criança, pode ter jogado Pacman e Space Raiders no seu ZX Spectrum. Actualmente, utilizando computadores, consolas de jogos e dispositivos portáteis, os seus filhos podem estar a jogar jogos como o RuneScape e o World of Warcraft.

Os jovens adoram jogos interactivos, quer o objectivo seja marcar um golo ou lutar contra monstros. De facto, segundo a Ofcom, quase três quartos das crianças com mais de 8 anos têm uma consola de jogos no seu quarto, como a PlayStation, a Nintendo Wii ou a Xbox.

E, hoje em dia, já não se trata apenas de uma pessoa a jogar contra o computador. Os seus filhos podem estar a jogar contra outros jogadores de todo o mundo (num jogo multiutilizador) – um em cada oito jovens entre 12 e 15 anos dizem jogar sobretudo jogos com outras pessoas através da internet. Para além disso, se tiverem uma consola de jogos portátil (como a PSP) ou um telemóvel com internet, podem jogar em qualquer lugar e a qualquer hora.

As experiências dos seus filhos no mundo dos jogos serão, em geral, divertidas, mas deve estar ciente dos seguintes riscos:

  • Alguns jogos podem não ser apropriados à idade dos seus filhos – podem conter conteúdos violentos ou sexualmente explícitos, por exemplo. Pode obter mais informações no nosso artigo sobre conteúdo impróprio e nocivo
  • Se os seus filhos participam em jogos multiutilizador na internet (onde jogam contra outras pessoas, potencialmente de todo o mundo) poderão estar sujeitos a ouvirem linguagem ofensiva, a serem intimidados ou a ficarem vulneráveis a estranhos se revelarem dados pessoais
  • Alguns sítios podem não ter a autorização do detentor dos direitos dos jogos para os oferecerem como descarregamentos, por isso, se os seus filhos descarregam jogos desses sítios podem estar a infringir a lei. Pode obter mais informações sobre descarregamentos e direitos de autor aqui
  • Jogar jogos no computador, em consolas ou outros dispositivos poderá ter consequências na saúde dos seus filhos, tais como desconforto nas mãos, braços, ombros e pescoço
  • As crianças podem estar longos períodos de tempo a jogar jogos interactivos em vez de participarem em outras actividades de lazer

Muitos jogos são classificados por idade (por exemplo, 12+), indicação que é baseada nos sistemas de classificação etária de organismos como o Pan-European Game Information ou o Entertainment Software Rating Board, e que o ajudará a tomar boas decisões sobre os jogos que os seus filhos jogam.

Também poderá tirar partido dos controlos parentais e definições de privacidade disponibilizados pelas empresas de jogos, internet e redes móveis para ajudar a proteger os jogadores mais jovens. Por exemplo, pode utilizar temporizadores para limitar a quantidade de tempo que os seus filhos passam a jogar e, em relação a jogos multiutilizador em tempo real, muitos dos principais operadores disponibilizam ferramentas para denunciar comportamentos disruptivos ou ofensivos por parte de outros jogadores.

  • Assegure-se de que os seus filhos só acedem a jogos online que sejam apropriados à sua idade e verifique sempre a classificação etária de qualquer jogo antes de o comprar para os seus filhos
  • Jogue com os seus filhos alguns dos seus jogos favoritos para que possa ver como são
  • Defina os Controlos Parentais baseando-se na idade e maturidade dos seus filhos; no entanto, lembre-se de que podem não ser 100% eficazes e que não substituem a supervisão parental
  • Explique-lhes porque é que devem ter cuidado em quem confiam online e incentive-os a falarem consigo se alguma coisa acontecer enquanto estão a jogar um jogo que os faça sentir desconfortáveis
  • Assegure-se de que eles sabem como tirar partido das funcionalidades de privacidade incorporadas nos serviços de jogos, internet e redes móveis, tais como utilizar um filtro de voz para disfarçar a sua voz num jogo multiutilizador ou bloquear outros jogadores
  • Incentive os seus filhos a não utilizarem o seu nome real ou endereço de e-mail habitual quando se registam em jogos multiutilizador
  • Explique-lhes a forma correcta de jogar para ajudar a reduzir a possibilidade de lesões – a Microsoft disponibiliza indicações sobre isto
  • Incentive os seus filhos a participarem em outras actividades, tais como andar de bicicleta ou jogar futebol, para além de jogarem jogos interactivos
  • Leia o nosso artigo sobre descarregamentos e direitos de autor para que possa falar com eles sobre o que é legal e seguro – e o que não o é – em relação ao descarregamento de jogos na internet
  • Leia os outros artigos na secção Envolva-se e mantenha o controlo deste sítio para indicações em relação a questões como a ciberintimidação, aliciamento online e vícios que se possam criar como consequência dos jogos

Onde me posso dirigir para obter mais informação e apoio?

Perguntas mais frequentes relacionadas com este artigo

Obtenha mais informações sobre Controlos Parentais

Que idade têm os seus filhos?

O que precisa para começar

  • 5-7 anos

    A tecnologia faz parte da vida dos seus filhos antes de iniciarem o ensino primário. Provavelmente utilizam o computador, a internet e a televisão interactiva por divertimento, para ver programas no canal de televisão e no website CBeebies ou para a participar nas salas de conversação do "Club Penguin"... no entanto, necessitam ainda da orientação e supervisão de adultos.

  • 8-11 anos

    Se tiver filhos com 8 a 11 anos de idade, a sua casa está provavelmente repleta de tecnologia: a PlayStation, a Nintendo, o iPod… a lista continua. De facto, estudos mostram que crianças entre os 8 e os 11 anos de idade no Reino Unido têm em média quatro equipamentos no seu quarto.

    Esta idade é decisiva para os jovens adoptarem novas tecnologias e desenvolver as suas capacidades na área das tecnologias da informação, tanto em casa como na escola… e é também uma altura decisiva para você assumir o controlo quando eles começam a explorar o mundo digital, bem como o mundo real.

  • 12-14 anos

    Frequentam o ensino básico e estão a crescer rapidamente. É uma altura de mudança e o seu mundo digital pode parecer-lhes tão importante como o mundo real. Podem passar a noite no Bebo, no Facebook ou no MySpace, a ver vídeos no YouTube e a carregar os seus próprios vídeos para outros os verem; ou a pesquisar para os trabalhos de casa.

    Com certeza pretende estimular as suas capacidades em termos de tecnologia e socialização, portanto é útil perceber o que eles fazem com a tecnologia e envolver-se também com ela.

  • +15 anos

    Na adolescência, os seus filhos tendem a pensar que percebem muito de tecnologia e que são capazes de lidar com tudo aquilo com que se deparam no mundo digital. Provavelmente assiste com espanto à forma como intercalam a conversa com os amigos no Facebook , como actualizam o perfil no Twitter, como jogam com alguém do outro lado do mundo na consola ou como transferem músicas para o telemóvel.

    Tudo representa divertimento. Porém, à medida que ficam mais velhos, aquilo de que você necessita para lidar com o mundo digital dos seus filhos torna-se ainda mais desafiante. Em vez de os deixar, precisa, de facto, de continuar a comunicar com eles.

Teste os seus conhecimentos

O utilizador médio do Facebook tem 130 amigos no seu perfil

Faça o nosso teste para ficar a saber em que medida compreende as novas tecnologias. É rápido e fácil e irá ajudá-lo a decidir quais as partes do website que irá visitar.