Telemóveis

O que preciso de saber sobre telemóveis?

Os telemóveis fazem parte da vida de muitos adolescentes e de crianças mais jovens. Segundo a Ofcom, 52 por cento das crianças com nove anos de idade no Reino Unido possuem um telemóvel, um número que sobe para 95 por cento em jovens com 15 anos.

Na qualidade de pai, gosta, sem dúvida, de saber que o seu filho ou filha o podem contactar e que você os pode contactar a qualquer altura através do telemóvel. Para os seus filhos, o telemóvel é fundamental para se manterem em contacto com os amigos, terem acesso a entretenimento e muito mais.

Se têm um smartphone, como o iPhone, utilizam-no, provavelmente, para enviar e receber e-mails, actualizar o perfil na rede social ou blogue, ver “vídeos”:/vídeo, fazer buscas em websites e tirar fotografias.

Os números são expressivos – por exemplo, as visitas ao Facebook através do telemóvel cresceram mais de 600 por cento em 2009, segundo a Opera Software.

Sabia que?

Um estudo realizado pela Gartner revela que foram comprados em todo o mundo 54 milhões de smartphones nos primeiros três meses de 2010 e, segundo a Pew Internet, o telemóvel constituirá o principal meio através do qual a maioria das pessoas em todo o mundo irá aceder à Internet até 2020

Os smartphones prenderam a imaginação das pessoas nos últimos anos pois dão-lhe a oportunidade de ter um mini-computador no bolso. Já não se trata apenas de efectuar chamadas e enviar mensagens de texto, agora utiliza-se o telemóvel para adquirir aplicações (apps) interessantes, aceder à Web, estar em contacto com os amigos de novas formas, navegar à sua maneira para novos locais e muito mais. Novos serviços como o Vodafone 360 tornam tudo isto ainda mais fácil.

Uma vez que os telemóveis se estão a tornar ainda mais poderosos, com maior capacidade de memória e de processamento, você e os seus filhos serão capazes de fazer ainda mais com eles.

Sabia que?

Segundo um estudo da Ofcom realizado em Setembro de 2009, apenas pouco mais de 10 por cento das crianças no Reino Unido utiliza o telemóvel para ficar online. Quando estão online dizem frequentemente que estão a transferir ou a reproduzir música (80 por cento), a visitar redes sociais (45 por cento) e a enviar mensagens instantâneas (38 por cento)

Juntamente a estes aspectos positivos, você deve estar ciente dos potenciais riscos para os seus filhos relacionados com o telemóvel. Eles poderiam, por exemplo:

  • Aceder a conteúdo inadequado prejudicial na Web ou alguém poderia enviar uma mensagem de texto ou fotografia que os perturbasse
  • Acumular contas avultadas ao efectuar muitas chamadas ou ao subscrever serviços de traisfas majoradas
  • Receber mensagens ameaçadoras através do telemóvel (cyberbullying)
  • Perder ou roubarem-lhe o telemóvel
  • Utilizar o telemóvel para tirar fotografias íntimas ou de nudez deles próprios para enviar ao namorado ou namorado (conhecido por sexting)
  • Utilizar o telemóvel enquanto andam a pé ou de bicicleta, o que pode aumentar o risco de se envolverem num acidente. Se utilizarem o telemóvel enquanto conduzem estão a infringir a lei
  • Serem localizados por estranhos devido aos serviços de localização do telemóvel
  • Utilizar o telemóvel em locais públicos onde possa não ser adequado e tirar fotografias a outras pessoas sem permissão

Reconhecendo estes potenciais riscos para os utilizadores de telemóvel mais jovens, o seu operador móvel deverá ser capaz de facultar conselhos, apoio e funções integradas para o ajudar a minimizá-los. Por exemplo, as empresas líder de telemóveis no Reino Unido:

  • Analise a Lista da Childnet antes de comprar um telemóvel aos seus filhos – assim pode certificar-se de que o telemóvel e o tarifário são adequados à idade e maturidade deles
  • Decida se prefere que utilizem Pay As You Go (no qual podem pagar eles próprios pelas chamadas e mensagens de texto) ou se prefere subscrever um contrato de modo a que possa receber uma factura mensal detalhada – aconselharíamos a última opção principalmente para as crianças mais jovens
  • Verifique se os Controlos Parentais estão predefinidos no telemóvel do seu filho – caso não estejam, peça para que sejam ligados para que não seja possível aceder a conteúdo inadequado e prejudicial
  • Compreender de que forma o seu filho ou filha pode ser intimidado/ameaçado (ou ameaçar/intimidar outra pessoa) através de um telemóvel lendo o artigo referente ao cyberbullying
  • Saiba mais sobre sexting no nosso artigo sobre exploração da identidade sexual – trata-se de uma tendência crescente entre os jovens, que consiste em trocar fotografias e vídeos de nudez ou íntimos através de mensagens de texto ou e-mail, e é algo sobre o qual precisa de conversar com os seus filhos (principalmente adolescentes)
  • Verifique se o telemóvel do seu filho tem Bluetooth – caso tenha, é aconselhável desligá-lo, principalmente para crianças mais jovens. Leia o nosso artigo referente ao Bluetooth para mais informação
  • Obtenha informação sobre serviços de localização para poder falar sobre eles com o seu filho
  • Leia o nosso artigo sobre furto de telemóveis e prevenção de acidentes, e fale com o seu filho sobre a forma como deve manter o telemóvel a salvo de ladrões e a utilizá-lo de forma responsável
  • Certifique-se de que sabem o que são serviços com tarifas majoradas (os quais têm um custo mais elevado do que uma taxa de chamada normal) e como os custos se podem acumular – pode encontrar mais informação acerca deste assunto e o regulador dos serviços com tarifas majoradas PhonepayPlus no nosso artigo custos com o telemóvel
  • Se está preocupado com o potencial impacto dos telemóveis na saúde do seu filho, obtenha a informação mais recente no nosso artigo referente a telemóveis e saúde
  • Leia os Termos de Utilização e políticas de segurança e privacidade do seu operador móvel para que saiba que medida deve tomar caso algo corra mal

Onde me posso dirigir para obter mais informação e apoio?

  • Leia os seguintes artigos da BBC e da Times sobre smartphones
  • Pode encontrar o Quadro Europeu para a Utilização mais Segura dos Telemóveis pelos Jovens e Crianças aqui e o Código de Prática do Reino Unido para a Auto-Regulação de Novas Formas de Conteúdos nos Telemóveis aqui
  • A Ofcom disponibiliza guias úteis para os pais sobre Controlos Parentais nos telemóveis e serviços de localização no telemóvel
  • Visite o website Phonebrain com o seu filho para lhe ensinar os aspectos dos serviços com tarifas majoradas
  • PhonepayPlus regula os serviços com tarifas majoradas no Reino Unido
  • Thinkuknow oferece conselhos sobre segurança na Internet
  • Vodafone fornece conselhos para os pais, incluindo detalhes do respectivo Controlo de Conteúdo

Que idade têm os seus filhos?

O que precisa para começar

  • 5-7 anos

    A tecnologia faz parte da vida dos seus filhos antes de iniciarem o ensino primário. Provavelmente utilizam o computador, a internet e a televisão interactiva por divertimento, para ver programas no canal de televisão e no website CBeebies ou para a participar nas salas de conversação do "Club Penguin"... no entanto, necessitam ainda da orientação e supervisão de adultos.

  • 8-11 anos

    Se tiver filhos com 8 a 11 anos de idade, a sua casa está provavelmente repleta de tecnologia: a PlayStation, a Nintendo, o iPod… a lista continua. De facto, estudos mostram que crianças entre os 8 e os 11 anos de idade no Reino Unido têm em média quatro equipamentos no seu quarto.

    Esta idade é decisiva para os jovens adoptarem novas tecnologias e desenvolver as suas capacidades na área das tecnologias da informação, tanto em casa como na escola… e é também uma altura decisiva para você assumir o controlo quando eles começam a explorar o mundo digital, bem como o mundo real.

  • 12-14 anos

    Frequentam o ensino básico e estão a crescer rapidamente. É uma altura de mudança e o seu mundo digital pode parecer-lhes tão importante como o mundo real. Podem passar a noite no Bebo, no Facebook ou no MySpace, a ver vídeos no YouTube e a carregar os seus próprios vídeos para outros os verem; ou a pesquisar para os trabalhos de casa.

    Com certeza pretende estimular as suas capacidades em termos de tecnologia e socialização, portanto é útil perceber o que eles fazem com a tecnologia e envolver-se também com ela.

  • +15 anos

    Na adolescência, os seus filhos tendem a pensar que percebem muito de tecnologia e que são capazes de lidar com tudo aquilo com que se deparam no mundo digital. Provavelmente assiste com espanto à forma como intercalam a conversa com os amigos no Facebook , como actualizam o perfil no Twitter, como jogam com alguém do outro lado do mundo na consola ou como transferem músicas para o telemóvel.

    Tudo representa divertimento. Porém, à medida que ficam mais velhos, aquilo de que você necessita para lidar com o mundo digital dos seus filhos torna-se ainda mais desafiante. Em vez de os deixar, precisa, de facto, de continuar a comunicar com eles.

Teste os seus conhecimentos

O utilizador médio do Facebook tem 130 amigos no seu perfil

Faça o nosso teste para ficar a saber em que medida compreende as novas tecnologias. É rápido e fácil e irá ajudá-lo a decidir quais as partes do website que irá visitar.