Publicidade online e no telemóvel

O que preciso de saber sobre publicidade online e no telemóvel?

Tal como as empresas podem visar aos seus filhos através de publicidade em revistas, jornais e na televisão, muitas marcas reconhecem agora o poder dos novos meios de comunicação social para chegar até aos mais jovens.

Um fabricante de produtos de desporto poderá executar uma campanha de publicidade num sítio de uma rede social como o Facebook, um músico poderá utilizar uma promoção através de SMS (mensagem de texto) para vender bilhetes para um concerto, ou publicidade em faixas poderá ser utilizada para publicitar um filme, por exemplo.

Enquanto os anúncios nos meios de comunicação convencionais são, normalmente, fáceis de detectar (por exemplo um intervalo publicitário durante um programa televisivo), a maioria da publicidade online e no telemóvel é integrada noutros conteúdos, por isso o seu filho poderá não ser capaz de fazer a distinção.

Nos últimos anos, as regras de publicidade no Reino Unido começaram a incluir a publicidade online e no telemóvel – as marcas de fast food foram impedidas de visar jovens na Internet, por exemplo – porém, existem ainda alguns aspectos dos quais deve estar ciente, tais como:

  • Os seus filhos podem encontrar publicidade inadequada (por exemplo, promoções para jogos a dinheiro, álcool e conteúdos eróticos) em websites dirigidos a adultos
  • Podem concordar em receber anúncios em troca de um serviço, como música transmitida no Spotify
  • Os seus websites favoritos podem cobrar-lhes por serviços Premium, como a transferência de toques ou a compra de acessórios para as personagens de um jogo de computador
  • O seu filho ou filha poderão ser incentivados a enviar informação pessoal, preencher inquéritos online ou “Tell a friend” (contar a um amigo) em troca de um prémio – caso enviem os detalhes dos seus amigos sem consentimento estão a infringir as regras da protecção de dados
  • Clicar numa janela pop-up, banner ou hiperligação de e-mail pode resultar na recolha da sua informação pessoal por remetentes de spam e serem levadas a um website inadequado
  • Converse com o seu filho ou filha acerca da publicidade online e no telemóvel – refira as técnicas que os publicitários utilizam, tais como criar jogos interactivos e oferecer downloads gratuitos para levar as pessoas a interagir com as suas marcas
  • Recorde-lhes que não devem dar informação pessoal, pois pode ser utilizada para lhes enviar e-mails de marketing ou pode ser transmitida para outras empresas
  • Debata o que pode acontecer se clicarem numa janela pop-up, banner ou hiperligação num e-mail de marketing – podem ser conduzidos a um website inadequado ou podem comprometer a segurança do computador
  • Alerte os seus filhos para os esquemas de marketing – caso algo pareça bom demais para ser verdade, é porque provavelmente é
  • Explique que podem optar por não participar numa SMS ou MMS com publicidade a qualquer altura respondendo a qualquer mensagem com a palavra “SAIR
  • Se preferir que a utilização da Web pela sua família não seja controlada, desactive os cookies do seu browser – no entanto, lembre-se que alguns sites de redes sociais configuram cookies quando alguém regista a sua data de nascimento para saber se o utilizador tem idade suficiente para aceder ao website
  • Configure Controlos Parentais e Safe Search (Pesquisa Segura) com base na idade e maturidade dos seus filhos – porém, lembre-se que podem não ser 100 % eficazes e não substituem da supervisão dos pais.
  • Certifique-se de que tem um software anti-vírus actualizado instalado no computador dos seus filhos e tire o maior partido dos controlos integrados disponibilizados pelo seu fornecedor de acesso à Internet, como bloqueadores de janelas pop-up e filtros de spam
  • Leia os nossos artigos acerca de custos com telemóvel, privacidade, segurança, spam e esquemas

Onde me posso dirigir para obter mais informação e apoio?

Perguntas frequentes relacionadas com este artigo

Saiba mais sobre Controlos Parentais

Que idade têm os seus filhos?

O que precisa para começar

  • 5-7 anos

    A tecnologia faz parte da vida dos seus filhos antes de iniciarem o ensino primário. Provavelmente utilizam o computador, a internet e a televisão interactiva por divertimento, para ver programas no canal de televisão e no website CBeebies ou para a participar nas salas de conversação do "Club Penguin"... no entanto, necessitam ainda da orientação e supervisão de adultos.

  • 8-11 anos

    Se tiver filhos com 8 a 11 anos de idade, a sua casa está provavelmente repleta de tecnologia: a PlayStation, a Nintendo, o iPod… a lista continua. De facto, estudos mostram que crianças entre os 8 e os 11 anos de idade no Reino Unido têm em média quatro equipamentos no seu quarto.

    Esta idade é decisiva para os jovens adoptarem novas tecnologias e desenvolver as suas capacidades na área das tecnologias da informação, tanto em casa como na escola… e é também uma altura decisiva para você assumir o controlo quando eles começam a explorar o mundo digital, bem como o mundo real.

  • 12-14 anos

    Frequentam o ensino básico e estão a crescer rapidamente. É uma altura de mudança e o seu mundo digital pode parecer-lhes tão importante como o mundo real. Podem passar a noite no Bebo, no Facebook ou no MySpace, a ver vídeos no YouTube e a carregar os seus próprios vídeos para outros os verem; ou a pesquisar para os trabalhos de casa.

    Com certeza pretende estimular as suas capacidades em termos de tecnologia e socialização, portanto é útil perceber o que eles fazem com a tecnologia e envolver-se também com ela.

  • +15 anos

    Na adolescência, os seus filhos tendem a pensar que percebem muito de tecnologia e que são capazes de lidar com tudo aquilo com que se deparam no mundo digital. Provavelmente assiste com espanto à forma como intercalam a conversa com os amigos no Facebook , como actualizam o perfil no Twitter, como jogam com alguém do outro lado do mundo na consola ou como transferem músicas para o telemóvel.

    Tudo representa divertimento. Porém, à medida que ficam mais velhos, aquilo de que você necessita para lidar com o mundo digital dos seus filhos torna-se ainda mais desafiante. Em vez de os deixar, precisa, de facto, de continuar a comunicar com eles.

Teste os seus conhecimentos

O utilizador médio do Facebook tem 130 amigos no seu perfil

Faça o nosso teste para ficar a saber em que medida compreende as novas tecnologias. É rápido e fácil e irá ajudá-lo a decidir quais as partes do website que irá visitar.