Telemóveis e saúde

O que preciso de saber sobre telemóveis e saúde?

À semelhança da televisão e do rádio, os telemóveis utilizam radiofrequência (RF) para comunicar informação. Os sinais de rádio são enviados para a estação base mais próxima, a qual envia o sinal para um sistema de comutação telefónica digital onde está conectada ao telefone receptor através de outra estação base.

Quando uma chamada é efectuada ou recebida de um telemóvel, esta emite um sinal de RF de modo a que possa comunicar com a estação base mais próxima (quanto mais perto se localizar a estação base, menor será a exposição proveniente do telemóvel). Quando alguém é exposto a um campo de RF, esta penetra alguns centímetros no corpo e é absorvida sob a forma de calor, o qual é medido utilizando valores da taxa de absorção específica (SAR).

Têm vindo a ser efectuados estudos abrangentes acerca dos efeitos dos telemóveis e postes na saúde humana e a opinião geral da comunidade científica é de que não existem efeitos adversos provados para a saúde se as directrizes forem cumpridas. A Organização Mundial de Saúde, por exemplo, afirmou que, com base na informação científica existente neste momento, não há indicação para que seja necessário tomar medidas especiais no que diz respeito à utilização do telemóvel.

As directrizes para a exposição pública da Comissão Internacional de Protecção contra as Radiações Não Ionizantes definem as normas de segurança para os valores da SAR. Estudos actuais indicam que a exposição a RF abaixo destas directrizes não representa risco para a saúde. No entanto, existem, mesmo assim, lacunas significativas no conhecimento científico, especialmente nos efeitos a longo-prazo (durante 10 anos) da utilização do telemóvel.

Se se preocupa com os efeitos na saúde provocados pelos telemóveis, a Organização Mundial de Saúde sugere medidas de precaução que você ou os seus filhos podem tomar, tais como:

  • Incentive-os a diminuir o tempo de duração das chamadas ou a enviar mensagens em vez de telefonar de modo a que o telemóvel não esteja perto da cabeça durante longos períodos de tempo
  • Compre um aparelho mãos-livres ao seu filho ou filha para distanciar o telemóvel da cabeça e corpo

Onde me posso dirigir para obter mais informação e apoio?

Que idade têm os seus filhos?

O que precisa para começar

  • 5-7 anos

    A tecnologia faz parte da vida dos seus filhos antes de iniciarem o ensino primário. Provavelmente utilizam o computador, a internet e a televisão interactiva por divertimento, para ver programas no canal de televisão e no website CBeebies ou para a participar nas salas de conversação do "Club Penguin"... no entanto, necessitam ainda da orientação e supervisão de adultos.

  • 8-11 anos

    Se tiver filhos com 8 a 11 anos de idade, a sua casa está provavelmente repleta de tecnologia: a PlayStation, a Nintendo, o iPod… a lista continua. De facto, estudos mostram que crianças entre os 8 e os 11 anos de idade no Reino Unido têm em média quatro equipamentos no seu quarto.

    Esta idade é decisiva para os jovens adoptarem novas tecnologias e desenvolver as suas capacidades na área das tecnologias da informação, tanto em casa como na escola… e é também uma altura decisiva para você assumir o controlo quando eles começam a explorar o mundo digital, bem como o mundo real.

  • 12-14 anos

    Frequentam o ensino básico e estão a crescer rapidamente. É uma altura de mudança e o seu mundo digital pode parecer-lhes tão importante como o mundo real. Podem passar a noite no Bebo, no Facebook ou no MySpace, a ver vídeos no YouTube e a carregar os seus próprios vídeos para outros os verem; ou a pesquisar para os trabalhos de casa.

    Com certeza pretende estimular as suas capacidades em termos de tecnologia e socialização, portanto é útil perceber o que eles fazem com a tecnologia e envolver-se também com ela.

  • +15 anos

    Na adolescência, os seus filhos tendem a pensar que percebem muito de tecnologia e que são capazes de lidar com tudo aquilo com que se deparam no mundo digital. Provavelmente assiste com espanto à forma como intercalam a conversa com os amigos no Facebook , como actualizam o perfil no Twitter, como jogam com alguém do outro lado do mundo na consola ou como transferem músicas para o telemóvel.

    Tudo representa divertimento. Porém, à medida que ficam mais velhos, aquilo de que você necessita para lidar com o mundo digital dos seus filhos torna-se ainda mais desafiante. Em vez de os deixar, precisa, de facto, de continuar a comunicar com eles.

Teste os seus conhecimentos

O utilizador médio do Facebook tem 130 amigos no seu perfil

Faça o nosso teste para ficar a saber em que medida compreende as novas tecnologias. É rápido e fácil e irá ajudá-lo a decidir quais as partes do website que irá visitar.